segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Com réplica de bonde, grupo pede a volta do transporte a Santa Teresa

ESPREMENDO A LARANJA: Pra que tanta demora em reinstalar um sistema de transporte que se tornou essencial para os moradores do bairro de Santa Teresa, outrora um dos mais simpáticos do Rio de Janeiro e que infelizmente passou pelaexperiência de ver o descaso dado aos bondes, símbolos do bairro e um dos mais bonitos transportes do Rio, que em cidades de mentalidade mais evoluída, é mais prioritário que os ônibus?

Lembrando que os prometidos novos bondes não cgeharão antes do ano que vem, ainda incomodando os moradores do bairro, já que o serviço oferecido pelos micros não satisfazem esses moradores.

Com réplica de bonde, grupo pede a volta do transporte a Santa Teresa

Renata Soares Do G1 RJ

Moradores de Santa Teresa se reuniram na manhã deste domingo (26), em protesto pela volta do bonde que servia o bairro. Em agosto do ano passado, o bondinho tombou e matou seis pessoas e feriu mais de 50. Desde o acidente, o transporte teve o funcionamento suspenso. O ato, que contou com a réplica do bondinho, aconteceu na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O acidente completa um ano nesta segunda-feira (27).

Durante a manifestação, nomeada "Bonde ladeira abaixo", os integrantes da associação "Bonde que Queremos" entregaram uma carta aberta aos pedestres que estavam na orla e ressaltaram que o transporte faz falta para toda a população.

"É um ano sem o bonde. É um direito nosso. Sentimos falta do bondinho e sei que, como nós, os cariocas e turistas sentem também. Esperamos que o governo tome as medidas necessárias e traga o transporte de volta", disse Jacques Schwarstein, um dos líderes da associação.

Ainda durante o protesto, os manifestantes realizaram um abraço simbólico na réplica do bondinho. "Vamos saudar nosso precioso transporte e protestar até que volte", concluiu Jacques.

Homenagens e eventos

Ainda neste domingo (26), haverá também uma missa na Igreja Matriz de Santa Teresa. A cerimônia foi encomendada por Dulce, viúva do motorneiro Nelson Corrêa, uma das vítimas do acidente.

Também no domingo, acontecerá às 18h um ato público no Largo dos Guimarães, no Centro da cidade. À noite, o bairro será tomado por instalações artísticas, que expressarão a falta do bonde nas ruas e ladeiras de Santa Teresa.

Já às 11h de segunda-feira (27), será inaugurada uma placa no Largo do Curvelo, em homenagem às vítimas do acidente.No sábado (25), um ato religioso foi celebrado na Igreja Anglicana, na Rua Paschoal Carlos Magno, em Santa Teresa.

Compra de novos bondes

No dia 4 de junho deste ano, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro autorizou a licitação para a compra de novos bondes para Santa Teresa.

Desde 7 de novembro, duas linhas de ônibus, com capacidade para 35 passageiros e a passagem com custo de R$ 0,60, substituíram os bondes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.